Início » Blog » Daniel Alves Obtém Liberdade Provisória

Daniel Alves Obtém Liberdade Provisória

Craque Daniel Alves Obtém Liberdade Provisória Após Pagamento de Fiança

                                                     Siga o Bola365 No

Liberação Concedida por Tribunal Espanhol

A liberação de Daniel Alves da detenção tornou-se possível nesta segunda-feira, após o depósito de uma fiança estabelecida em 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 5,4 milhões).

Essa movimentação financeira foi autorizada por um tribunal da Espanha, que na semana passada, permitiu que o atleta brasileiro aguardasse em liberdade o julgamento dos recursos apresentados contra sua condenação por estupro.

Aguardando Recursos Contra a Condenação

Mayka Navarro, uma renomada jornalista do programa espanhol ‘Vamos ver’, relatou que a saída do ex-jogador está prevista para ocorrer nas próximas horas, após 14 meses de reclusão.

A advogada de Alves, Inés Guardiola, confirmou a notícia da fiança reunida e das próximas etapas processuais que incluem a entrega dos passaportes espanhol e brasileiro do atleta para evitar possíveis fugas, considerando a inexistência de um acordo de extradição entre Brasil e Espanha.

Especulações sobre o Apoio Financeiro da Família Neymar

Foi amplamente especulado que a família do famoso jogador Neymar Jr. estaria envolvida no pagamento da fiança de Alves.

No entanto, apesar do pai de Neymar ter anteriormente assistido financeiramente com uma compensação à vítima, ele anunciou oficialmente que não apoiaria Alves financeiramente desta vez.

Condições da Liberdade Provisória

Daniel Alves, agora em liberdade provisória, está sujeito a condições estritas. Ele deve evitar qualquer contato com a vítima e manter uma distância mínima de 1.000 metros de sua residência e locais frequentados. Além disso, é obrigado a comparecer semanalmente ao Tribunal Provincial.

Futuro Jurídico Incerto

Enquanto a defesa de Alves, liderada por Inés Guardiola, busca a absolvição completa do ex-atleta, o Ministério Público pressiona por um aumento significativo na sentença, sugerindo uma pena de até nove anos.

O desfecho do caso agora depende do Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, que está revisando os apelos contra a sentença inicial de quatro anos de prisão.

Este desenvolvimento no caso de Daniel Alves marca um novo capítulo em uma longa saga jurídica, com implicações significativas para sua carreira e liberdade pessoal. O mundo do esporte e a opinião pública permanecem atentos às futuras decisões judiciais.

Acompanhe nosso FACEBOOK

Deixe um comentário