O São Paulo Futebol Clube é um dos mais tradicionais clubes poliesportivos do Brasil, com sede na cidade de São Paulo. Assim a capital do estado de mesmo nome. Foi no entanto fundado em 25 de janeiro de 1930. Contudo o clube é conhecido por sua bem-sucedida história no futebol. Tendo assim conquistado importantes títulos nacionais e internacionais.

O São Paulo Futebol Clube é considerado um dos maiores clubes de futebol do Brasil. Portanto tem um histórico impressionante de conquistas.

 

O São Paulo Futebol:

Todavia o SPFC é consistentemente bem classificado em rankings nacionais e internacionais. Assim inclui o oitavo lugar no Ranking da CBF, que mede apenas o desempenho nos últimos cinco anos. De acordo com a revista Placar e o jornal Folha de S.Paulo, o clube ocupa a quarta e terceira posições, respectivamente, em classificações nacionais. A nível internacional, o São Paulo aparece em quinto lugar no ranking da CONMEBOL. No entanto leva-se em conta os resultados das últimas cinco edições das competições organizadas pela entidade.

Assim estudos da Brand Finance mostram que o São Paulo é o clube brasileiro com o maior valor de mercado. Portanto é avaliado em US$ 95 milhões em 2015, e ocupa a 43ª posição entre os 50 primeiros colocados mundialmente. No entanto em 2018, a empresa BDO Brasil classificou a marca do São Paulo como a quarta mais valiosa no Brasil, avaliada em mais de R$ 1,1 bilhão.

Em 25 de outubro de 2006, o “Dia Tricolor” foi oficialmente comemorado em São Paulo, homenageando a data de refundação do clube. Ocorreu em dezembro de 1935 após uma interrupção de suas atividades em maio do mesmo ano. O São Paulo também é um dos três clubes do chamado G-12 que nunca foram rebaixados para a segunda divisão no Campeonato Brasileiro.

História do São Paulo

Em 25 de janeiro de 1930, o São Paulo Futebol Clube teve sua ata de fundação assinada. Contudo é resultado da fusão entre a Associação Atlética das Palmeiras e muitos jogadores e membros da diretoria do Club Athletico Paulistano, que havia decidido encerrar seu departamento de futebol em 1929. A data de fundação do clube foi estabelecida como o dia 25 de janeiro de 1930, em honra à fundação da cidade de São Paulo, que ocorreu no mesmo dia e mês. Em respeito às tradições dos times fundadores, o uniforme da nova equipe ostentaria as faixas vermelhas e pretas.

Recém-fundado

Todavia o São Paulo FC, recém-fundado, teve um início impressionante no futebol local. Dessa forma venceu o Campeonato Paulista em seu segundo ano de existência e ficando em segundo lugar em quatro ocasiões entre 1930 e 1934. O clube também conseguiu um segundo lugar no Torneio Rio-São Paulo de 1933. Assim consolidando-se sua posição no topo do futebol paulista. No entanto, tudo isso não era surpreendente, considerando as raízes vencedoras do clube.

Para comemorar suas conquistas, o São Paulo FC adquiriu uma nova sede suntuosa localizada na Rua Conselheiro Crispiniano, no centro de São Paulo. O imóvel, conhecido como “Trocadero”. Que foi comprado por 190 contos de réis, uma dívida significativa para a época. No entanto, o clube tinha um campo de futebol valioso como o da Floresta e um time de jogadores talentosos, o que lhe permitia enfrentar a situação com confiança.

Infelizmente, alguns dirigentes do clube estavam insatisfeitos com a direção do futebol no país e decidiram fundir o Tricolor com o Clube de Regatas Tietê. Que assim acabaria com o departamento de futebol. Outro grupo de membros do clube, liderados pelo Dr. Paulo Sampaio e favoráveis à continuidade do time, foram à Justiça para impugnar a fusão sem a aprovação dos sócios. Em 23 de abril de 1935, eles conseguiram impedir a fusão e garantir a continuidade do São Paulo FC como um clube de futebol independente.

Diretoria e sócios

Apesar da defesa da diretoria, os sócios do São Paulo FC conseguiram ganhar a causa e convocaram uma assembleia geral para decidir sobre a fusão com o Clube de Regatas Tietê. No entanto, o artigo 2º dos estatutos da época limitava a participação na assembleia apenas aos “sócios fundadores” considerados “proprietários” do clube. No entanto somavam 200 e eram, em sua maioria, ligados à diretoria. Mas como resultado, a fusão foi aprovada e o departamento de futebol do São Paulo FC foi oficialmente extinto e desfiliado da APEA em 14 de maio de 1935. Na ocasião a parte administrativa foi incorporada pelo CR Tietê, que assumiu todos os patrimônios físicos do São Paulo FC e não pôde usar suas cores, uniformes ou símbolos, dando origem ao Tietê-São Paulo.

Ex-sócios

No entanto, alguns ex-sócios do Tricolor Paulista, descontentes com o ocorrido, decidiram restabelecer a equipe de futebol e criaram o Clube Atlético São Paulo em 4 de junho de 1935. Mais tarde, em 16 de dezembro do mesmo ano, ressurgiu o São Paulo FC, que se tornou conhecido como “Clube da Fé” pelo jornalista Tomás Mazzoni, após enfrentar diversos obstáculos e ressurreições. Durante o período da ditadura Vargas, o clube recebeu o título de “O Mais Querido”, já que as bandeiras estaduais eram proibidas. Na inauguração do Estádio do Pacaembu, em 27 de abril de 1940, o São Paulo FC ostentou suas cores e nome, que são as mesmas do estado de São Paulo, e recebeu uma grande salva de palmas de todo o estádio e locutores de rádio, em um ato de protesto contra a censura.

No dia seguinte, o periódico A Gazeta Esportiva trazia em sua primeira página a manchete “O Clube Mais Querido da Cidade”. Posteriormente, o DEIP (Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda) realizou uma competição pública entre torcedores de todas as equipes da época, onde Corinthians e Palestra Itália eram considerados favoritos, já que possuíam as maiores torcidas. No entanto, o São Paulo saiu vencedor com 5.523 votos, superando a soma de votos de seus principais concorrentes. Até os dias de hoje, o slogan “O Mais Querido” continua presente nos impressos de correspondência do clube.

1942

O São Paulo só conseguiu mudar sua trajetória em 1942, com a contratação do renomado jogador Leônidas da Silva por uma quantia recorde no futebol da época. O objetivo era conquistar o segundo título paulista, e o plano deu certo. Na reunião para definir o calendário do campeonato do ano seguinte, um dirigente do Corinthians chegou a dizer que o São Paulo não era uma ameaça, brincando que a moeda lançada no ar, se parasse em pé, o campeão seria o Tricolor. O campeonato começou com o São Paulo disposto a desbancar os rivais Corinthians e Palmeiras, e no último jogo, contra o Palmeiras, segurou um empate sem gols e conquistou o título. A conquista foi tão significativa que o Grêmio são-paulino organizou uma marcha noturna com um carro alegórico contendo uma moeda em pé para buscar a Taça dos Invictos na sede da Gazeta Esportiva.

A partir daí, o São Paulo FC conquistou cinco títulos durante a década de 1940, incluindo o Campeonato Paulista de 1943 e os bicampeonatos de 1945/46 e 1948/49.

Com a aposentadoria do craque do clube, Leônidas, em 1950, surgiu um movimento para a construção de um estádio, enquanto o clube trabalhava para pagar suas dívidas e encontrar um terreno adequado. A pedra fundamental foi lançada em um terreno na área que hoje é conhecida como bairro do Jardim Leonor, na região do Morumbi, e em 1953 a construção do estádio começou. Enquanto o futebol passou a ser uma prioridade secundária. Mesmo assim, o clube conseguiu vencer o Campeonato Paulista em 1953 e 1957.

1958

No ano de 1958, o São Paulo iniciou uma campanha de expansão de seus sócios no interior do estado. Em 1960, o estádio Cícero Pompeu de Toledo, mais conhecido como Morumbi. Que no entanto foi inaugurado de forma parcial, com o objetivo de aumentar a receita do clube. Devido aos esforços direcionados à construção do estádio, a equipe de futebol do São Paulo ficou sem conquistar títulos oficiais entre 1957 e 1970. Foi somente após a conclusão das obras do estádio, em 1970, que o clube voltou a levantar taças. Como os títulos do Campeonato Paulista de 1970, 1971 e 1975, além do inédito Campeonato Brasileiro de 1977. Vale destacar que, nesse período, o São Paulo também alcançou os vice-campeonatos do Brasileiro em 1971 e 1973, e da Libertadores em 1974.

O São Paulo iniciou a década de 1980 conquistando o bicampeonato paulista em 1980/1981. Em 1984, o clube formou a equipe chamada de Menudos do Morumbi, liderada pelo técnico Cilinho. Que foi inspirada na banda porto-riquenha Menudo e composta por vários jogadores vindos da base, incluindo Müller. Com essa equipe, o São Paulo venceu o bicampeonato brasileiro em 1986 e os Paulistas de 1985 e 87. Posteriormente, sem os “Menudos”, o clube ainda conquistou o Paulista de 1989.

Em 1990

O São Paulo teve um início ruim de temporada, mas foi recuperado por Telê Santana. No ano seguinte, a equipe conquistou o Paulistão e o tricampeonato brasileiro. Em seguida, veio a conquista do bicampeonato da Copa Libertadores da América em 1992 e 1993, além do bicampeonato da Copa Intercontinental, que foi a maior competição interclubes na época, também em 1992 e 1993. O clube ainda venceu o Paulistão de 1992, a Supercopa Libertadores de 1993, as Recopas Sul-Americanas de 1993 e 1994, a Copa Conmebol de 1994, a Copa Master da Conmebol de 1996 e o Paulistão de 1998.

Depois de ganhar o Campeonato Paulista de 2000 e o Rio-São Paulo de 2001, o São Paulo parecia estar em boa forma, mas só conseguiu conquistar o Campeonato Paulista, o tri da Libertadores e o Mundial da FIFA em 2005 depois de uma reformulação no elenco. No entanto, logo após essa conquista, o time teve que passar por um desmanche.

Entre 2006 e 2008

São Paulo tentou conquistar a América novamente, mas não teve sucesso. Então, a equipe se concentrou em conquistar um feito inédito no futebol brasileiro, o tricampeonato brasileiro consecutivo na era dos pontos corridos, nos mesmos anos,[33] comandado pelo técnico Muricy Ramalho.

Depois dessa geração vitoriosa que conquistou o tricampeonato brasileiro, o São Paulo ganhou a inédita Copa Sul-Americana de 2012 contra o Tigre da Argentina, com destaque para o atacante Lucas Moura.

Depois da vitória contra os argentinos, o clube passou por um hiato de oito temporadas sem títulos, apesar de ter montado bons times nos anos de 2014 (vice-campeão do Brasileirão) e 2016 (semifinalista da Libertadores). O clube voltou a conquistar um título sob o comando do técnico argentino Hernán Crespo, o Campeonato Paulista de 2021, contra o rival Palmeiras, sendo este o segundo maior período sem títulos da história do clube.

Símbolos

O escudo tem a forma de um triângulo, representando a força e a estabilidade, com o nome do clube e as três cores, além de uma estrela dourada em cima, simbolizando a conquista do título do Campeonato Paulista de 1943.

A bandeira, por sua vez, segue o mesmo padrão das cores e formas do escudo, com as três cores e uma estrela dourada em cima.

Assim, ao longo de mais de um século de história, o São Paulo Futebol Clube manteve a tradição e a identidade visual criada por seus fundadores, que buscaram unir o melhor de cada clube para formar um novo e grande time.

Escudo

De acordo com o estatuto do São Paulo Futebol Clube, o escudo é composto por um triângulo branco invertido, com uma base maior elevada por um retângulo com altura igual à metade da lateral do triângulo. Dentro desse retângulo, há outro retângulo preto com as iniciais SPFC em branco. No interior do triângulo, há uma faixa branca de largura igual a um quarto da lateral menor, com dois triângulos escalenos, um vermelho à esquerda e outro preto à direita. As duas estrelas douradas representam os recordes mundiais e olímpicos conquistados por Adhemar Ferreira da Silva, enquanto as três estrelas vermelhas representam os títulos de bicampeão da Copa Intercontinental e do Mundial da FIFA. O estatuto proíbe a inclusão de títulos considerados de menor importância. A evolução dos escudos pode ser vista desde a fundação do clube até os dias atuais.

Escudo

Uniformes

 

Os uniformes precisam ser fabricados seguindo um padrão pré-determinado. O uso de distintivos nas mangas é permitido apenas quando o clube é detentor de um título específico ou por razões especiais.

Ao longo dos anos, os uniformes do clube passaram por mudanças tanto em termos de design quanto na própria estrutura e tecido utilizado. Até a década de 1970, os uniformes eram confeccionados exclusivamente com algodão.  No entanto os shorts eram frequentemente feitos de brim e os meiões eram amarrados na canela. Isso para evitar que escorregassem. Somente no final dos anos 70 é que começaram a ser utilizadas misturas de fibras.

Em 1986, o poliéster foi incorporado juntamente com o algodão no material das camisas. Contudo tornou os uniformes mais leves e menos propensos a ficarem encharcados. Somente na metade da década de 1990 é que o tecido 100% poliéster começou a ser utilizado. Em 2000, surgiram as primeiras camisas que absorviam menos suor e tinham alta capacidade de evaporação. Atualmente, os materiais dos uniformes estão em constante evolução, com novas tramas e composições que oferecem aos jogadores as melhores condições de jogo possíveis.

Uniforme titular

O uniforme titular do São Paulo Futebol Clube é formado por uma camisa branca com três faixas horizontais no peito. A primeira faixa é vermelha, a segunda é branca e a terceira é preta, sendo que as faixas vermelha e preta têm 5 centímetros de largura, enquanto a branca tem 2,5 centímetros. O escudo do clube cobre completamente as faixas, representando a união entre o CA Paulistano e a AA das Palmeiras, que tinham respectivamente uma faixa vermelha e uma preta em seus uniformes. O calção e as meias também são brancos, completando a combinação icônica do Tricolor Paulista.

Uniforme reserva

O uniforme reserva do São Paulo Futebol Clube apresenta faixas verticais alternadas em vermelho, branco e preto, intercaladas por faixas brancas estreitas, além do escudo do clube na altura do coração. As faixas vermelhas e pretas possuem largura de 4,5 centímetros, enquanto as brancas possuem 1,5 centímetros. O calção e as meias são na cor preta. O clube também possui um uniforme padrão que combina diferentes partes do uniforme principal com partes do uniforme reserva, atendendo às exigências da FIFA de diferenciação das vestimentas dos times durante as partidas.

Uniforme alternativo

Em julho de 2015, o conselho deliberativo do São Paulo Futebol Clube aprovou a criação de um terceiro uniforme, algo inédito na história do clube e agora permitido pelo estatuto do time. Embora já tenha havido outras tentativas de criação de um terceiro uniforme, a maioria não teve vida longa, com alguns sendo usados em apenas uma partida.

O terceiro uniforme oficial do clube, lançado em 16 de outubro de 2015, apresenta uma cor bordô para os jogadores de linha e grafite com detalhes em dourado para os goleiros. A fornecedora de material esportivo, Under Armour, cumpriu pelo menos um item do estatuto, que exige que todas as camisas dos jogadores de linha contenham as cores vermelha, branca e preta.

Camisas

 

Hino

O hino do São Paulo Futebol Clube, criado por Porfírio da Paz em 1935 e oficializado em 1942. Mas sofreu várias modificações ao longo do tempo, até chegar à sua forma atual. A criação do hino foi uma história comovente e um tanto incomum. Em 1935, Porfírio da Paz, tenente da Força Pública e farmacêutico, foi informado de que perderia sua casa por falta de pagamento. Portanto nervoso, começou a cantarolar uma música com o nome de seu amado clube. Mais tarde, ele colocou a letra no papel e assim nasceu o hino do São Paulo Futebol Clube.

No lançamento do hino do São Paulo Futebol Clube em 1942. Assim houve uma estrofe que causou confusão por fazer referência ao antigo clube fundido ao Paulistano para formar o Tricolor Paulista, Que assim havia mudado seu nome para Palmeiras. Para evitar mal-entendidos, Porfírio substituiu a palavra “Palmeiras” por “Floresta”, nome da região em que o São Paulo e outros clubes da época estavam localizados. Além disso, ele mudou o estribilho, acrescentando o advérbio “já”. Em 1966, Porfírio apresentou a versão definitiva do hino em uma reunião do Conselho Deliberativo e doou todos os direitos autorais ao clube.

Estádio do Morumbi

O Estádio Cícero Pompeu de Toledo, mais conhecido como Estádio do Morumbi. Ele tem capacidade para acomodar 66.795 espectadores, e foi inaugurado em 2 de outubro de 1960. O primeiro jogo disputado no estádio foi entre o São Paulo Futebol Clube e o Sporting Lisboa de Portugal. Que e a equipe da casa venceu por 1 a 0, com um gol marcado pelo jogador Peixinho. Na jogada, Peixinho mergulhou para cabecear a bola perto do chão. Assim então essa jogada é conhecida no Brasil como “gol de peixinho”.

O Estádio Cícero Pompeu de Toledo, mais conhecido como Estádio do Morumbi, teve sua inauguração parcial em 2 de outubro de 1960. Teve sua primeira partida entre São Paulo Futebol Clube e Sporting Lisboa de Portugal, mesmo com a estrutura ainda inacabada. O São Paulo venceu por 1 a 0, com um gol marcado por Peixinho, que mergulhou para cabecear a bola próximo do chão, tornando a jogada conhecida no Brasil como “gol de peixinho”.

A inauguração total do estádio aconteceu em 25 de janeiro de 1970, em um jogo entre o Tricolor Paulista e o Porto, também de Portugal, que terminou empatado em 1 a 1, com gols de Vieira Nunes para o Porto e Miruca para o São Paulo. A capacidade de público do estádio quando foi finalizado era de 149.408 pessoas.

Complexo social

O espaço de lazer destinado aos sócios do São Paulo Futebol Clube é o Complexo Social Manoel Raymundo Paes de Almeida, que se encontra em uma área total de 85 mil metros quadrados. A sede é considerada uma das mais impressionantes do país e oferece uma infraestrutura completa para atender tanto aos sócios do clube quanto aos esportes amadores.

Centro de Treinamento

Câmara aprova concessão do CT da Barra Funda ao São Paulo por mais 20 anos | são paulo | ge

O Centro de Treinamento Frederico Antônio Germano Menzen, também conhecido como CCT da Barra Funda ou CT Barra Funda. Foi inaugurado em 9 de abril de 1988 para atender às necessidades dos atletas da categoria principal do São Paulo Futebol Clube. O Estádio do Morumbi, apesar de confortável, não oferecia as instalações modernas que o time precisava. Localizado na Avenida Marquês de São Vicente, no bairro da Barra Funda, zona oeste da capital paulista, o centro recebeu o nome em homenagem ao primeiro presidente do clube, Frederico Antonio Germano Menzen.

Com uma infraestrutura de primeira qualidade, o CCT da Barra Funda está à frente dos outros clubes brasileiros, oferecendo três campos oficiais, um minicampo, um campo para treinamento de goleiros, arquibancada com capacidade para 4 mil pessoas, dois vestiários para jogadores, dois vestiários para árbitros, alojamentos, cozinha, refeitório, dezesseis dormitórios, sala de jogos, sala de audiovisual, área administrativa, área exclusiva para atendimento à imprensa, departamento médico e o REFFIS.

REFFIS

Localizado junto ao Centro de Treinamento, o REFFIS (Núcleo de Reabilitação Esportiva, Fisioterápica e Fisiológica). Desta forma é um centro de tratamento para funcionários e atletas do São Paulo Futebol Clube e outras equipes. Com tecnologia de ponta e uma infraestrutura moderna, é considerado a instalação mais avançada do tipo em um clube na América do Sul e é uma referência no Brasil, América do Sul e Europa. Criado em 2004, o REFFIS tem o objetivo de avaliar, preparar, tratar e prevenir lesões de atletas de todo o mundo. A estrutura é tão impressionante que médicos e dirigentes de clubes famosos, como Real Madrid, Internazionale e Barcelona, já solicitaram o cuidado de seus jogadores brasileiros pelo REFFIS.

O centro possui aparelhos adquiridos por meio de parcerias que apresentam tecnologia de última geração e um investimento inicial de aproximadamente dois milhões de reais para a construção e desenvolvimento das instalações.[69] Além disso, conta com uma equipe altamente qualificada, como os fisioterapeutas Luis Alberto Rosan e Ricardo Sasaki, o fisiologista Turíbio Leite de Barros, os preparadores físicos Carlinhos Neves e Sérgio Rocha, e os médicos José Sanches e Auro Ray, que são constantes na gestão do REFFIS.

Centro de Formação de Atletas

O CFA de Cotia, também conhecido como Centro de Formação de Atletas Presidente Laudo Natel, está localizado em Cotia, região metropolitana de São Paulo. Portanto fica a cerca de trinta minutos de carro do Estádio do Morumbi. Adquirido em 27 de julho de 2004 e inaugurado em 16 de julho de 2005, o objetivo principal do centro é fornecer uma infraestrutura de primeiro mundo para a formação das categorias de base do São Paulo Futebol Clube. Que assim inclui o infantil, juvenil e júnior (sub-15, sub-17 e sub-20).
Mas também tem a segunda unidade do REFFIS. As obras em andamento incluem arquibancada, estacionamento, ginásio coberto, quadras poliesportivas, um hotel para jogadores estrangeiros, expansão do REFFIS e mais cinco campos de futebol. Desde a sua inauguração, em menos de uma década. Portanto o Centro de Formação de Atletas Presidente Laudo Natel já revelou nomes importantes como Breno, Hernanes, Jean, Oscar, Casemiro, Lucas Piazón, Lucas Moura e Rodrigo Caio, entre outros.

Títulos

O São Paulo Futebol Clube é detentor de doze títulos internacionais oficiais, o que o coloca em posição de destaque em relação a outros times brasileiros. De fato, somando-se os títulos internacionais dos times de cada estado, apenas São Paulo e Rio Grande do Sul possuem mais títulos internacionais do que o Tricolor paulista. Nesse sentido, os times paulistas teriam, juntos, dezesseis títulos; os times mineiros, onze; os times gaúchos, treze; e os times cariocas, oito.

Em escala mundial, apenas dez times conquistaram dez ou mais títulos internacionais, e o São Paulo é o oitavo time a atingir tal marca. Além disso, é o sétimo time no mundo com mais de dez títulos internacionais oficiais. No continente sul-americano, o Tricolor paulista é o terceiro time a realizar essa conquista histórica.

O São Paulo FC é um clube de futebol com uma impressionante lista de títulos internacionais. É o único time no mundo a ter sido bicampeão da Copa Intercontinental com 100% de aproveitamento. Que venceu todos os jogos que disputou durante o tempo normal. Além disso, foi o primeiro campeão mundial com 100% de aproveitamento.

O Tricolor também é o primeiro bicampeão consecutivo da história na Recopa Sul-Americana

Conquistando o título depois de já possuir a taça por ter sido campeão dos dois torneios continentais. O mais importantes em 1993 a Taça Libertadores da América e a Supercopa Libertadores. Contudo o clube possui uma variedade impressionante de títulos internacionais, tendo vencido oito competições diferentes. Assim  é o único time sul-americano que conseguiu duas tríplices coroas consecutivamente.

No Brasil, o São Paulo é o clube com mais títulos nos principais torneios de futebol internacional disputados por clubes nacionais. O clube venceu a Copa Sul-Americana uma vez, a Copa Libertadores da América três vezes, a Copa Intercontinental duas vezes e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA uma vez.

Em relação aos títulos nacionais e internacionais de clubes brasileiros de futebol, o São Paulo ocupa o terceiro lugar com 18 conquistas. Mas fica atrás apenas do Flamengo (20) e Palmeiras (21).

Em 2010, a Confederação Brasileira de Futebol reconheceu o SPFC como o primeiro time a conquistar cinco vezes o Campeonato Brasileiro a partir de 1975. Contudo adquiriu a posse definitiva da Copa Brasil (“Taça das Bolinhas”). No entanto, essa decisão foi anulada pela liminar do Flamengo em 2011 devido ao fato do troféu não estar mais em disputa desde 1992.

Em relação ao Campeonato Paulista:

São Paulo tem vinte e dois títulos desde 1941 até hoje. O clube conquistou o Campeonato Paulista em todas as décadas, exceto na de 2010. O Tricolor do Morumbi é também o clube que mais vezes recebeu a “coroação” de Rei da Década. No entanto tendo recebido o título quatro vezes: na década de 1940 (cinco títulos). Década de 1970 (três títulos divididos). Década de 1980 (quatro títulos) e década de 1990 (quatro títulos).

Assim o São Paulo FC já conquistou sete títulos com sua equipe principal em 1993, incluindo a Taça Libertadores, a Supercopa Libertadores, a Recopa Sul-Americana, a Copa Europeia/Sul-Americana de 1993, e os torneios Ciudad de Santiago, Santiago de Compostela e Troféu Jalisco. O clube também conquistou duas tríplices coroas em 1992 e 2005, com dois títulos continentais e um estadual, e a quádrupla coroa internacional uma vez, em 1993, com três títulos continentais e um intercontinental. Abaixo está uma lista dos principais títulos conquistados pelo clube paulista :

 

 

Outras conquistas

Destaques

Torcida

Segundo uma pesquisa encomendada pela revista Lance! ao Instituto IBOPE e divulgada em maio de 2010, o São Paulo Futebol Clube possui a terceira maior torcida do país. Assim ficando atrás apenas de Flamengo e Corinthians. Na cidade e no estado de São Paulo, o clube ocupa a segunda posição em número de torcedores.

 

Na cidade de São Paulo, a torcida do São Paulo é a terceira em frequência nos estádios com 25% de assiduidade. Portanto ficando atrás das torcidas de Palmeiras e Santos, mas à frente dos corintianos. No entanto, devido à margem de erro da pesquisa realizada pelo Datafolha, os quatro grandes clubes do estado estão tecnicamente empatados.

 

Rivalidades históricas

Os principais rivais do São Paulo são Corinthians, Palmeiras e Santos, e junto com o Tricolor Paulista. Eles formam o conhecido Trio de Ferro da capital, dividindo a preferência dos torcedores por causa de seus muitos títulos e grandeza. Até meados dos anos 1940, o São Paulo não era considerado um clube grande. Mas só após as conquistas na década de 1940, passou a integrar o Trio de Ferro junto com Corinthians e Palestra Itália (Palmeiras).

O clássico entre São Paulo e Corinthians recebe o nome de Majestoso, dado por Tomás Mazzoni. No entanto foi em referência ao jogo pelo Campeonato Paulista de 1942, quando 70.281 pessoas assistiram a estreia de Leônidas da Silva pelo São Paulo.

 

Acesse nosso SITE para mais notícias

Acompanhe nosso FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui