Zico (Arthur Antunes Coimbra)

Nascido em 3 de março de 1953 no bairro de Quintino Bocaiúva, na Zona Norte do Rio de Janeiro, Zico é uma das figuras mais emblemáticas não apenas da história do Flamengo, mas do futebol mundial.

Infância e Início de Carreira:

Filho de dona Matilde e senhor José Antunes Coimbra, Zico foi incentivado ao esporte desde cedo, com destaque para o futebol. Seu bairro natal, Quintino, transformou-se em palco para as primeiras demonstrações de sua habilidade incomum com a bola. Aos 14 anos, entrou para as categorias de base do Flamengo, enfrentando inicialmente desafios relacionados ao seu porte físico, considerado franzino para a época.

Ascensão no Flamengo:


Apesar das adversidades iniciais, Zico não demorou a mostrar seu valor. Estreou no time principal em 1971. No decorrer da década de 70, tornou-se a principal peça da máquina rubro-negra, conduzindo o clube a um período de glórias que se estendeu pelos anos 80. Com Zico em campo, o Flamengo conquistou sete campeonatos cariocas, três campeonatos brasileiros, uma Copa Libertadores da América e um Mundial Interclubes, onde marcou um dos gols na vitória sobre o Liverpool em 1981.

Carreira Internacional:
No cenário internacional, Zico teve passagens marcantes pelo Udinese da Itália entre 1983 e 1985, onde mesmo em um curto período, deixou sua marca e é lembrado até hoje pelos torcedores italianos. Após sua passagem pela Europa, retornou ao Flamengo e encerrou sua carreira no clube em 1990, embora tenha jogado brevemente no futebol japonês posteriormente.

Seleção Brasileira:


Pela seleção brasileira, Zico disputou três Copas do Mundo (1978, 1982 e 1986). Embora não tenha conquistado o tão sonhado título mundial, foi peça-chave em especial na campanha de 1982, quando o Brasil encantou o mundo com seu futebol arte, sob comando de Telê Santana.

Pós-carreira:


Após pendurar as chuteiras, Zico mergulhou no mundo da gestão e treinamento esportivo. Treinou clubes no Brasil, Japão, Turquia, Rússia e Iraque, além de assumir funções diretivas no Flamengo em determinados momentos. Seu legado não se limita ao campo: o CFZ (Centro de Futebol Zico), fundado em 1996, tem como objetivo a formação de jovens atletas.

Legado:

Zico é, sem dúvida, uma das personalidades mais influentes da história do esporte brasileiro. A sua capacidade técnica, liderança e amor ao manto rubro-negro o eternizaram como o “Galinho de Quintino”, um ícone que ultrapassa gerações e fronteiras, sendo reconhecido como um dos maiores meias da história do futebol.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui