Daniel Alves está sendo investigado por assédio sexual a uma mulher durante uma festa no dia 30 de dezembro numa casa noturna em Barcelona. Mas só agora a Suprema Corte da Catalunha acatou a denúncia e abriu o inquérito.

O jogador já tinha falado em uma rádio espanhola sobre o caso negando o assédio, afirma que só estava dançando.

Daniel fala no Twitter

Segundo a assessoria de imprensa do Conselho Geral do Poder Judicial do país, o caso segue sob investigação e até o momento nenhuma das partes foi ouvida.  

A vítima relatou ao jornal espanhol ABC, que no último dia 30 de dezembro em uma festa, Daniel Alves havia colocado a mão por dentro da sua calcinha tocando-a sem permissão. Logo após, assustada ela teria avisado as amigas, que chamaram os seguranças da boate acionando a polícia local.

Mulher de Daniel Alves se pronuncia sobre o caso

Joana Sans, se pronunciou dizendo: “Retornamos a Barcelona no dia 30. Ele foi sair para jantar com os amigos e se desligar um pouco, pois precisava para a cabeça. Saiu para dançar e tentar curtir a música como gosta, ponto, não tem nada de errado nisso”.

Daniel Alves e sua esposa Joana

Daniel nega assédio

O jogador confirmou que esteve no local e no dia em questão, mas negou o crime. Ele rebateu dizendo: “Estive nesse lugar, com mais pessoas, estive aproveitando. Todo mundo que me conhece sabe que gosto de dançar. Estava desfrutando, mas sem invadir o espaço dos demais. Eu não sei quem é essa senhora. Nunca invadi um espaço. Como vou fazer isso com uma mulher ou uma menina? Não, por Deus. Já basta, porque estão machucando, sobretudo a quem é próximo de mim”. 

Daniel Alves joga atualmente pelo Pumas, do México. Na primeira partida do retorno do Campeonato Mexicano, o brasileiro marcou um dos gols da vitória de seu time. No próximo domingo Pumas tem compromisso contra o Santos Laguna, fora de casa.

Acesse nosso site para mais notícias LINK

Siga nossa página no FACEBOOK

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui