A História do Al-Hilal

O Al-Hilal Saudi Futebol Club, também conhecido apenas como Al-Hilal, é um renomado clube multi-esportivo situado em Riade, capital da Arábia Saudita. Este clube tem uma forte presença na Saudi Pro League e é reconhecido como o mais premiado da Ásia, com um impressionante total de 66 troféus oficiais. Além disso, eles mantêm o recorde de conquistas continentais na Ásia e um notável número de 18 títulos nacionais.

Conhecido por ter a maior base de fãs no país, o Al-Hilal é frequentemente referido como o “Clube dos Príncipes”, e seu nome, que significa “Lua Crescente”, reflete seu prestígio. Nacionalmente, o clube também é chamado de Al-Zaeem, que em tradução livre do saudita para o português significa “O Patrão”.

Em um movimento significativo em 2023, o Fundo de Investimento Público do país adquiriu 75% do capital do Al-Hilal, tomando as rédeas da gestão do clube. Nesse mesmo ano, em agosto, o clube anunciou a contratação do renomado jogador de futebol brasileiro Neymar, um marco importante na história do clube.

O Al-Hilal tem uma história rica e longa, fundado em 16 de outubro de 1957. É uma das poucas equipes que participaram de todas as edições do Campeonato Saudita de Futebol desde o seu início em 1976. Em setembro de 2009, a IFFHS premiou o Al-Hilal como o melhor clube asiático do século XX.

Um momento histórico para o clube aconteceu em 7 de novembro de 2009, quando Nawaf al Abed marcou o gol mais rápido da história do futebol, aos dois segundos de jogo, em uma partida contra o Al-Shoalah.

Na Copa do Mundo de Clubes da FIFA, o Al-Hilal fez sua primeira aparição em 2019, vencendo o Espérance de Tunis nas quartas de final, mas perdendo para o Flamengo nas semifinais e para o Monterrey na disputa pelo terceiro lugar. Em 2021, o clube participou novamente, mas foi derrotado pelo Chelsea F.C. nas semifinais e pelo Al-Ahly na disputa pelo terceiro lugar.

A terceira oportunidade do Al-Hilal na Copa do Mundo de Clubes da FIFA veio em 2022, realizada em fevereiro de 2023. Eles venceram o Wydad Casablanca nas quartas de final, enfrentaram e venceram o Flamengo nas semifinais, mas foram derrotados pelo Real Madrid na grande final.

Finalmente, em 2023, a aquisição de Neymar pelo Al-Hilal, por € 90 milhões, marcou a transferência mais cara de um jogador para um clube asiático e não europeu, destacando ainda mais a ascendência do clube no cenário do futebol mundial.

O Clássico Saudita: Uma Rivalidade Emblemática no Futebol Árabe

O esporte na Arábia Saudita é marcado por rivalidades intensas e emocionantes, com o Clássico Saudita, envolvendo Al-Hilal e Al-Ittihad, sendo uma das mais significativas. Esses dois clubes, representando as cidades de Riade e Gidá, respectivamente, simbolizam mais do que apenas uma competição esportiva; eles refletem a competição regional e cultural dentro do país.

Desde os primeiros dias do campeonato nacional, o Al-Hilal e o Al-Ittihad emergiram como forças dominantes no futebol saudita. Enquanto o Al-Hilal conquistou a Liga dos Campeões da AFC em 1991 e 2000, solidificando sua posição como um colosso asiático, o Al-Ittihad respondeu com vitórias consecutivas no mesmo torneio em 2004 e 2005. Esses triunfos destacam a rivalidade como uma questão de orgulho nacional e regional.

Um dos momentos mais memoráveis dessa rivalidade ocorreu em dezembro de 2009, quando o Al-Hilal esmagou o Al-Ittihad com uma vitória histórica de 5 a 0, uma marca indelével na história do clássico.

O Dérbi de Riade: Al-Hilal vs Al-Nassr

al-nassr e al hilal

Além do Clássico Saudita, o Al-Hilal tem outra rivalidade feroz, desta vez mais próxima de casa, com o Al-Nassr, no que é conhecido como o Dérbi de Riade. O primeiro confronto entre essas duas equipes aconteceu em 1958, uma partida amistosa que o Al-Nassr venceu por 1 a 0. O primeiro embate oficial ocorreu em 1964, em uma partida das eliminatórias da Copa do Rei, terminando em um empate por 1 a 1. Esses encontros iniciais estabeleceram o palco para uma rivalidade que perdura até hoje, impulsionada pela proximidade geográfica e competitividade esportiva.

Lendas do Clássico Saudita

Nas histórias de rivalidades como estas, alguns jogadores se destacam. Majed Abdullah, do Al-Nassr, é um nome que brilha com 21 gols no clássico, tornando-se uma lenda não apenas em seu clube, mas em todo o futebol saudita. Do lado internacional, Najib Al-Imam detém o título de maior artilheiro estrangeiro no clássico, com 7 gols.

Conquistas Continentais

  • Liga dos Campeões da AFC: O Al-Hilal conquistou este prestigiado torneio quatro vezes (1991, 2000, 2019, 2021), demonstrando sua supremacia no futebol asiático.
  • Recopa Asiática: Vencedores em duas ocasiões (1997, 2002), o Al-Hilal provou sua força em diferentes formatos de competição.
  • Supercopa Asiática: Com duas conquistas (1997, 2000), o Al-Hilal reafirmou seu status como um gigante do futebol asiático.

Triunfos Internacionais

  • Liga dos Campeões Árabes: O clube foi coroado campeão duas vezes (1994, 2005), estendendo sua influência no mundo árabe.
  • Recopa Árabe e Supercopa Árabe: Conquistou ambos os títulos uma vez cada, em 2000 e 2001 respectivamente.
  • Copa do Golfo: Vencedor em duas edições (1986, 1998), o Al-Hilal mostrou sua força na região do Golfo.

Domínio Nacional

  • Campeonato Saudita: Com um impressionante número de 18 títulos, o Al-Hilal tem dominado a cena do futebol saudita desde 1977.
  • Copa do Rei: Venceu este prestigiado torneio dez vezes, com a primeira vitória em 1961 e a mais recente em 2023.
  • Copa da Coroa do Príncipe: Triunfou treze vezes, refletindo sua consistência em competições nacionais.
  • Supercopa Saudita: Levantou o troféu três vezes, mais recentemente em 2021.
  • Copa da Federação: Com sete vitórias, o Al-Hilal se destacou também neste torneio.
  • Taça da Fundação: Conquistou uma vez, em 1999.

Outras Campanhas Memoráveis

  • Copa do Mundo de Clubes da FIFA: O Al-Hilal alcançou o vice-campeonato em 2022 e ficou em quarto lugar em 2019 e 2021.
  • Campeonato Afro-Asiático de Clubes: Vice-campeão em 1992.

Elenco Atual e Comissão Técnica

Neymar e Rúben Neves

O elenco do Al-Hilal para a temporada de 2023 inclui um misto de talentos locais e internacionais, com destaques como Neymar e Rúben Neves. A comissão técnica é liderada por Jorge Jesus, com uma equipe de assistentes qualificados.

Recordes e Estatísticas

Sob a orientação de Jorge Jesus em 2023, o Al-Hilal estabeleceu o recorde asiático de vitórias consecutivas, com 20 triunfos seguidos. O clube também se destaca por ter jogadores com um número impressionante de partidas, gols e assistências, com destaque para Mohammad Al-Shalhoub, Yasser Al-Qahtani e Salem Al-Dawsari.

Em resumo, a trajetória do Al-Hilal é um testemunho do seu domínio e influência no futebol, não só na Arábia Saudita, mas também no cenário internacional.

Estádio

Estádio King Fahd International

O estádio principal do Al-Hilal Saudi Football Club é o Estádio King Fahd International, localizado em Riade, na Arábia Saudita. Este estádio, muitas vezes referido como “A Pérola do Deserto”, é um dos mais icônicos e reconhecidos da região.

Inaugurado em 1987, o Estádio King Fahd International foi projetado como uma instalação multiuso, capaz de hospedar uma variedade de eventos esportivos e culturais. Com uma capacidade impressionante de mais de 60.000 espectadores, ele é conhecido por seu design inovador e atmosfera vibrante durante os jogos.

O estádio é famoso por sua arquitetura única, que inclui um teto parcialmente retrátil, oferecendo aos espectadores e jogadores proteção contra as intensas condições climáticas da região. Além disso, suas instalações são de padrão mundial, com áreas VIP, espaços para a imprensa, e várias outras comodidades que o tornam um local de elite para o futebol e outros eventos.

O Estádio King Fahd International não é apenas a casa do Al-Hilal, mas também tem sido um local para muitos eventos internacionais importantes, incluindo jogos da Copa do Mundo da FIFA e da Copa da Ásia. Sua infraestrutura e ambiente têm contribuído significativamente para a experiência do futebol saudita e asiático, tornando-o um marco não só para o Al-Hilal, mas para o esporte em geral na região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui